2 séries para maratonar na Netflix

Eu amo assistir séries, e atualmente ando numa vibe de ver coisas mais leves, engraçadas e rápidas no meu tempo livre. Hoje indico duas que assisti recentemente na Netflix, e tem episódios curtinhos, poucas temporadas e são ótimas para relaxar no fim de um dia de trabalho!

the end of the fucking world - séries Netflix

The end of the fucking world ~ James é um garoto de 17 anos que acredita ser um psicopata. Ele mata pequenos animais regularmente, e ao conhecer Alyssa, uma colega de classe rebelde, ele decide matá-la enquanto os dois fogem dos pais em uma viagem de carro. 

Essa série britânica estreou na Netflix em janeiro, e tem apenas 1 temporada de 8 episódios. Fiquei viciada e apaixonada pelos personagens (que atores lindinhos e que sotaque inglês maravilhoso), o humor negro, as cenas fofas, a história meio maluca… economizei os episódios, e chegava em casa ansiosa para assistir mais um.

the good place ~séries Netflix

The Good Place ~ Eleanor Shellstrop acorda e descobre que morreu. Para sua surpresa, ela está no “lado bom” do além, por conta de suas boas ações em sua vida terrena. Um mundo em que não se pode falar palavrão, ficar bêbado ou amaldiçoar as pessoas. Ao constatar que um erro foi cometido, e os habitantes do “lugar bom” pensam que ela é outra pessoa, Eleanor vive um dilema entre esconder seu passado não tão perfeito na Terra para não ter que ir para o “lugar ruim”, e merecer estar no paraíso. 

Eu não costumo curtir muito séries de comédia, sei lá, nunca acho muita graça nas piadas. Mas aí resolvi dar uma chance para esta, que estreou na Netflix no ano passado, pois vi várias pessoas elogiando. Ela tem algumas piadas bobas americanas, mas é daquelas histórias leves e engraçadinhas, boas pra assistir e não pensar em nada, sabe? Aguardo pela 3 temporada que já foi confirmada para este ano!

>>>

E aí, vocês já assistiram a essas séries? Quais outras do gênero me indicam? O que estão vendo atualmente? Me contem aqui nos comentários!

Beijos e boa quarta! 

5 dicas para planejar sua viagem

5 dicas para planejar sua viagem

Olá pessoal! Eu AMO viajar e decidi que neste ano quero compartilhar um pouco mais desse tema por aqui! Seja em um fim de semana na serra ou um intercâmbio fora, viagens sempre exigem planejamento, e por isso hoje divido 5 dicas para te ajudar a se programar, e viajar mais em 2018!

1- PASSAGENS 

Decidido o destino, o primeiro passo é pesquisar pelas passagens! Eu SEMPRE procuro por passagens abrindo a janela anônima. Isso porque os mecanismos de busca do google registram que você está pesquisando por passagens para um determinado destino, e o risco é grande do preço ao longo dos dias aumentar. Fora que procurando em uma janela aberta, em poucos minutos suas redes sociais, seu computador do trabalho, tablet, e tudo quanto é gadget em que você tenha uma conta logada vai estar exibindo anúncios daquele local, acho isso um saco!

O site que mais uso para buscar e comparar preços de passagens é o Google Flights, acho ele ótimo porque posso ver o valor em diferentes datas, meses, e de várias cias aéreas. Mas nunca busco só nele, uso também o Melhores Destinos, SkySkanner, 123 milhas e claro, faço uma busca individual no site de cada cia aérea. Dá trabalho, mas essa é a chave para conseguir bilhetes mais em conta. Busque também em diferentes dias e horários (dizem as más línguas que o melhor dia para comprar é terça à tarde), e tente fazer a compra com até 2 meses de antecedência (a partir daí, o valor costuma aumentar).

2 – ACOMODAÇÃO E DESCONTOS

A maioria dos sites de acomodação, como o Booking e Airbnb possui programas de fidelidade, e dão descontos bacanas para quem reserva sempre com eles. No Booking por exemplo, ao virar um cliente frequente você ganha descontos de 10%, 15% ou mais, e isso em uma viagem de vários dias faz MUITA diferença no seu bolso. Seja fiel aos sites de hospedagem que você consegue economizar uma boa grana! 

Ah, sempre leio todos os comentários antes de reservar qualquer acomodação – #soudessas – e dou uma conferida no TripAdvisor também!

3 – GOOGLE MAPS – O MELHOR AMIGO

O Google Maps é meu BFF em viagens! Na hora de escolher onde ficar principalmente! Sempre dou um giro com aquele bonequinho amarelo nos entornos do local em que pretendo me hospedar, para ver como é e o que tem em volta. Quando fui fazer meu curso de francês em Paris, estava quase fechando uma acomodação super simpática e aconchegante, com preço bacana. Fui dar um “volta” pela rua com o maps, e vi que era do lado de um viaduto bem feio e esquisito, Todo dia teria que passar por ali para pegar o metrô. Me imaginei voltando tarde, à noite e andando por aquele lugar. Desisti de ficar lá, apesar de Paris ser super segura, eu ia passar um mês na cidade sozinha, e não queria ter que ficar tensa com meu trajeto todos os dias, fora que não teria uma vista fofa da minha janela!

Depois de reservada a acomodação, gosto de explorar pelo maps para ver se tem lojas, farmácias e supermercados em volta, assim já chego situada, e não perco tempo na viagem procurando uma cafeteria ou mercado. Também gosto de dar essa volta em torno dos pontos turístico que pretendo visitar. Tem gente que não curte e acha que perde um pouco a graça da viagem e de explorar o lugar, eu acho que otimiza muito o meu tempo. Eu adoro andar sem rumo e descobrir coisas novas, mas gosto de sair de casa sabendo do básico que existe nos lugares que vou conhecer!

4 – FALE O BÁSICO

Tirando o Inglês, que hoje em dia é praticamente obrigatório, acho importante estudar o bê-a-bá da língua do país para onde você vai. Mesmo o inglês sendo língua universal, é legal saber algumas frases, palavras e números, pelo menos para ler uma placa na rua, decifrar um cardápio ou fazer ideia do que tem em uma embalagem de mercado de um produto que você achou simpático. Ano passado em Munique, entrei em um café ao lado da principal igreja da cidade, ponto mega turístico e… a atendente não falava nem entendia uma palavra de inglês! Consegui me virar porque tinha estudado algumas palavrinhas em alemão antes. Claro que não é obrigatório (nada nesta lista é), mas vai te ajudar a sair de alguns sufocos! Hoje em dia tem muitos apps de línguas (como o busuu, Duolingo…) e ótimos canais no youtube (para quem quer arriscar no francês, indico o Os franceses tomam banho!).

5 – QUEM CONVERTE ANTES, SE DIVERTE MAIS!

Sabe a máxima do “Quem converte, não se diverte.”? Então, acho que ela só vale durante a viagem, porque antes de viajar, para te ajudar a economizar dinheiro e conseguir tirar do papel a sua próxima viagem, experimente converter aqueles seus gastos extras e desnecessários em dólares e euros. Sabe aquele lanche de 20 Reais que nem vai fazer muita diferença no seu orçamento? São 5 Euros que você deixa de levar, e que pode virar uma bela comprinha de farmácia, algumas passagens de metrô, ou até um crêpe de nutella nas calçadas de Paris. O vestido que você não sabe se compra é uma passagem de trem entre Paris e Londres… Sério, converter antes ajuda muito a controlar os gastos! 

>>>

É isso pessoal! Acho que no fim, a dica mais importante é pesquisar MUITO! A gente gasta tempo, mas pra mim é como se a viagem já tivesse começado! Me divirto procurando por passeios, restaurantes, passagens, assistindo vídeos…

Me conta aqui nos comentários qual sua dica de expert para planejar uma viagem!

Beijos e boa semana! ♥

Livro ~ Chata de Galocha, Um guia para aproveitar as coisas boas da vida

Livro ~ Chata de Galocha, Um guia para aproveitar as coisas boas da vida

Eu já sigo a Lu Ferreira há alguns anos pelo blog, redes sociais e youtube, e quando vi que ela lançaria um livro, fiquei bem curiosa para saber o que vinha por aí. O Chata de Galocha, Um guia para aproveitar as coisas boas da vida, é um compilado de dicas sobre maquiagem, beleza, tatuagem, viagens, receitas, e tudo que ela considera bacana.  Continue reading “Livro ~ Chata de Galocha, Um guia para aproveitar as coisas boas da vida”

Análise cromática e cartela de cores pessoal

Olá pessoal! Quem me acompanha pelo instagram, viu que há algumas semanas atrás fiz o workshop “Conheça suas cores”, com a Ana Soares do blog Hoje vou Assim Off. Eu já estava desejando fazer este curso faz tempo, e quando abriram as vagas para Janeiro, fui correndo me inscrever!

Para quem não sabe ou nunca ouviu falar sobre o assunto, a análise cromática é um processo que visa descobrir as melhores cores para cada pessoa. Aquelas que combinam com os tons da sua pele, cabelo e olhos, e que vão valorizar, harmonizar e servir de moldura para o seu rosto. 

análise cromática, coloração pessoal, cartela outono profundo.

As cores que estão próximas ao nosso rosto – em blusas, casacos, bijuterias, maquiagem, lenços etc – são refletidas na nossa pele, e tem o poder de acentuar ou amenizar linhas de expressão, olheiras, rugas… Já reparou que às vezes vestimos uma peça e ficamos com um ar de cansaço que não sabemos muito bem de onde vem? Isso pode ser um resultado das cores que a gente usa!

É neste ponto que a análise cromática entra, para nos ajudar a descobrir qual o nosso tom e subtom de pele, e quais as cores que nos valorizam, e quais aquelas que nos “derrubam”. São 12 opções de cartelas de cores, 6 frias e 6 quentes, divididas de acordo com as estações do ano, Pirmavera, Verão, Outono e Inverno. Dentro de cada estação há subdivisões, como por exemplo: Outono Puro, Outono Opaco e Outono Profundo.

Muito confuso? À primeira vista até pode parecer, mas logo logo a gente pega o jeito. Primeiro, é bom entender a divisão entre cores frias e quentes, e depois um pouco sobre contraste. Eu não vou me aprofundar muito sobre o assunto porque ainda sou iniciante nesta seara, mas recomendo muito uma boa lida no blog da Ana Soares e no da Gabriela Ganem, que tem ótimos posts sobre estes temas!

cres frias x cores quentes

 

Para descobrir qual é a sua cartela de cores, o profissional te posiciona em um local com luz natural, e vai colocando abaixo do seu rosto tecidos de diversas cores. Primeiro ele avalia o seu tom de pele: frio ou quente. Depois, se dentro destas categorias, você é neutro, e de alto, baixo ou médio contraste. 

Eu por exemplo sou uma pessoa de tom quente, subtom neutro e alto contraste. Minha cartela é a Outono Escuro, e as cores que mais me valorizam são estas aí da primeira foto. Foi muito engraçado perceber como um tecido lilás bem frio deixa minhas olheiras MEGA acentuadas, meu buço marcado, e minha pele com linhas aparentes. Já um laranja me faz parecer que tenho menos olheiras e dormi 10h de um sono tranquilo na última noite!

análise cromática, coloração pessoal, cartela outono profundo.

No início fiquei meio ressabiada com a minha cartela, pois sou uma grande fã de tons frios. Ainda estou me acostumando com a ideia e exercitando a criatividade com o meu armário e os tons quentes. Fui avaliar minhas roupas e descobri que a maioria é de cores que não estão na minha cartela – mas claro que existem truques para usar essas cores, ninguém precisa renovar o armário inteiro por causa disso.

Na semana passada fiz minha primeira compra pós análise cromática – este vestido mostarda! Recebi vários elogias de como a cor caiu bem em mim, e fiquei mega feliz! Engraçado que antes eu não pensaria em comprar uma peça nesse tom, mas no fim das contas amei o resultado!

>>>

À medida que for evoluindo e entendendo melhor a minha cartela, vou compartilhando aqui com vocês!

Me conta aqui nos comentários se você já fez análise cromática, e se tem vontade de fazer!

Beijos e boa semana! 

Decor ~ o escritório do My Little Paris

Decoração ~ o escritório do My Little Paris

O My Little Paris é um site lindo sobre Paris que sigo há alguns anos. Eles dão dicas bacanas da cidade, falam sobre restaurantes, moda, beleza, e o estilo de vida dos Parisienses. É uma ótima fonte de pesquisa para quem está de viagem marcada para Paris, e um bom lugar para treinar o francês!

Há algum tempo eles compartilharam algumas fotos do escritório deles, que claro, fica em um prédio super charmoso em Paris. O lugar é lindo, com uma decoração aconchegante e repleto de desenhos da Kanako Kuno – a ilustradora do My Little. Inspiração pura! Imagina trabalhar nessas salas? 

Decoração ~ o escritório do My Little Paris Continue reading “Decor ~ o escritório do My Little Paris”