Um fds em Rio Quente

Olá pessoal! Em Outubro do ano passado fui passar um fim de semana com minha família em Rio Quente – Goiás. Apesar da viagem já ter rolado há alguns meses, achei que valia à pena compartilhar aqui com vocês algumas dicas e como fiz para ir pra lá. Espero que gostem!

Um fds em Rio Quente

Junto com Caldas Novas, a cidade forma a maior fonte hidrotermal do mundo. Sim, por lá passa um Rio de águas quentinhas, e em volta dele foram construídos diversos hotéis e um parque de águas, o Hot Park. O lugar é repleto de bares, restaurantes, e tem muitas opções de ecoturismo, a gente passa uma boa parte do dia de molho na água – que tem temperatura de cerca de 34°C – conversando, tomando um drink e petiscando, tem coisa melhor?

Um fds em Rio Quente

Um fds em Rio Quente

Nós chegamos na sexta à noite e fomos embora no domingo na hora do almoço. Ficamos em um hotel fora do complexo de Resorts do Rio Quente (o Veredas, que é bem mais em conta e fica a uns 600m do parque). Na sexta ficamos na piscina do hotel, no sábado fomos para o Hot Park e para o Rio Quente no fim da tarde, e no domingo era hora de voltar – infelizmente!

Foi bem corrido mas valeu muito à pena. Deu pra ir em praticamente todos os brinquedos do Hot Park, e ficar umas boas horas de molho no Rio! 

Um fds em Rio Quente

Um fds em Rio Quente

Um fds em Rio Quente

Para chegar lá nós fomos até Uberlândia de avião, e depois seguimos viagem de carro. São cerca de 2h30min de viagem, a estrada é tranquila e rapidinho você chega lá. Também existe um aeroporto em Caldas Novas, mas com bem menos opções de vôos.

Algumas dicas para quem está de viagem marcada ou pensando em ir a Rio Quente são: não esqueça de levar colírio, hidratante e balm labial, o ar lá é MUITO seco, e a gente fica todo ressacado; beba muita água, tenha sempre uma garrafinha com você;  e leve repelente, no fim da tarde a mosquitada ataca!

Um fds em Rio Quente

Um fds em Rio Quente

Vá preparado pois lá nada é barato. O ingresso de um dia para o Hot Park + Rio Quente custou R$340 por pessoa (com uma refeição incluída). Lá dentro na entrada você recebe um cartão de consumação, e carrega com uma quantidade de dinheiro X que você pretende gastar dentro do parque. Minha dica é: carregue com uma quantia sobrando, se o dinheiro acabar você tem que ir no guarda volumes pegar sua carteira e ir até o início do parque para colocar mais dinheiro no seu cartão, dá o maior trabalho. Se sobrar algum valor você pode pegar o reembolso no final!

Um fds em Rio Quente

>>>

Me contem aqui nos comentários se vocês já foram a Rio Quente / Caldas Novas! Se tiverem alguma dica de lá deixa aqui nos comentários!

Beijocas e boa semana! 

3 looks que usei em Curitiba

Olá pessoal! Mais um post da viagem a Curitiba por aqui! Os dias que passamos por lá estavam com uma temperatura super agradável (em torno de 20 – 25°C) mas à noite fazia aquele frio delícia (10-12°C), então fiz uma mala com um casaco mais pesado, para a noite, e outros mais levinhos, para os passeios diurnos!

Hoje separei 3 dos looks que usei nessa trip, espero que gostem!

3 looks que usei em Curitiba

Um dia à noite ~ para me aquecer tirei minha pelúcia da Zara do armário! Combinei com jeans da Forever 21, tênis adidas, bolsa da Topshop e brincos da DIPUA. 

3 looks que usei em Curitiba

Passeio pelos parques ~ amo usar meia calça no inverno! Neste dia saí total black com moletom carneirinho da Pink Vanilla, saia da Poire, e botas e bolsa da Via Mia

3 looks que usei em Curitiba

JB ~ Esse foi o dia mais quente da viagem (olha esse céu azul sem uma nuvem!), e eu comecei toda encasacada mas no final fui retirando camadas. O Blazer, o cardigan cinza e a blusa jeans são da Zara,, shorts Poire, e botas e bolsa da Via Mia

>>>

Espero que tenham gostado dos looks! Me conta aqui nos comentários qual sua peça coringa pra usar no inverno!

Beijos e bom final de semana! 

Curitiba ~ Jardim Botânico

Jardim Botânico de Curitiba

O Jardim Botânico é o principal cartão postal de Curitiba, e eu como boa apaixonada por jardins e natureza, não pude deixar de visitá-lo! 

O espaço é gigantesco, e além da estufa, que é o ponto mais conhecido, ele é repleto de mini ruazinhas e alamedas floridas, um lago, muitas árvores e é um ótimo lugar para caminhadas e corridas. 

Eu estava doida para conhecer o Jardim das Sensações, um lugar onde plantas de diferentes formas, tamanhos, texturas e cheiros estão expostas, e a gente pode percorrer de olhos vendados, para tocá-las e sentir a diversidade da natureza de um jeito novo e sem utilizar a visão. Infelizmente neste dia o espaço estava fechado, e não deu para ir nesta parte do parque!

Jardim Botânico de Curitiba

O dia estava lindo, céu azul e um leve calor, caminhamos por quase todo o jardim, vimos vários passarinhos (alguns quero-quero brigando, hehe) e muito verde, Como fomos em uma segunda-feira tinha bem pouca gente, então deu para passear tranquilamente pelos principais pontos, e entrar na estufa sem aquela multidão. 

Jardim Botânico de Curitiba

Jardim Botânico de Curitiba

Jardim Botânico de Curitiba

Jardim Botânico de Curitiba

Jardim Botânico de Curitiba

Jardim Botânico de Curitiba

Jardim Botânico de Curitiba

Eu escolhi um look mais quentinho para esse dia, mas acabei tirando o casaco no meio do passeio pois andamos muito e comecei a morrer de calor! Saindo de lá fomos – tentar – almoçar em Santa Felicidade, mas estava praticamente tudo fechado (acho que os restaurantes lá só abrem à noite) e acabamos parando em um Pub perto do nosso hotel, onde comemos um hambúrguer mara estilo Madero, só que bem mais gostoso (o nome do lugar é Riders Pub).

>>>

Vocês conhecem Curitiba? Já visitaram o Jardim Botânico? Quais outros passeios indicam pela cidade?

Clica aqui para ver os outros posts que fiz dessa viagem: Bosque Alemão e 3 cafeterias em Curitiba.

Beijos e bom final de semana! 

Curitiba ~ Bosque Alemão

Curitiba - Bosque alemão

Como já contei por aqui, passei uns dias em Curitiba durante as minhas férias. A cidade é linda, e cheia de atrações bacanas, bons restaurantes e muitos parques. Um dos que mais gostei de visitar foi o Bosque Alemão: um lugar super fofo, cheio de mata nativa e com uma vista linda da cidade!

Curitiba - Bosque alemão

Curitiba - Bosque alemão

Curitiba - Bosque alemão

Esse espaço foi inaugurado em 1996 para homenagear a cultura e tradições que os imigrantes alemães trouxeram para a a cidade. Começamos nosso passeio pela Torre dos Filósosfos, de onde conseguimos ver uma boa parte da cidade, seguimos pela trilha João e Maria (que é muito fofa e bem sinalizada), e terminamos no Portal, que é uma reprodução de uma construção alemã do século XX. 

Curitiba - Bosque alemão

Curitiba - Bosque alemão

Curitiba - Bosque alemão

Durante o trajeto, a gente vê muitos pássaros, borboletas e ouve barulho de animais circulando pelas árvores. Infelizmente não vi nenhum bicho maior – alô capivaras! Também cruzamos por um pequeno riacho. O dia estava lindo, levemente frio, e eu amei conhecer esse lugar! 

>>>

Vocês conhecem Curitiba? Já visitaram o Bosque Alemão? Quais outros passeios indicam pela cidade?

Beijos e boa terça! 

 

Férias!

Passeio em Curitiba - Parque Tanguá - look do dia férias

Olá pessoal! O blog está em um pequeno período de férias – até o dia 3 de Setembro estaremos em um ritmo mais lento de posts, pois vou tirar uns dias de descanso! Durante estas semanas, não deixem de me seguir no instagram (estou super ativa por lá!).

Esta semana passei alguns dias em Curitiba, e mostrei muito do que vi na cidade no meu stories. A foto acima foi tirada no Parque Tanguá, um lugar lindo, cheio de verde e com uma vista incrível da cidade! 

Em breve teremos muitas dicas bacanas aqui no blog!

Beijocas e até mais!