5 dicas para planejar sua viagem

5 dicas para planejar sua viagem

Olá pessoal! Eu AMO viajar e decidi que neste ano quero compartilhar um pouco mais desse tema por aqui! Seja em um fim de semana na serra ou um intercâmbio fora, viagens sempre exigem planejamento, e por isso hoje divido 5 dicas para te ajudar a se programar, e viajar mais em 2018!

1- PASSAGENS 

Decidido o destino, o primeiro passo é pesquisar pelas passagens! Eu SEMPRE procuro por passagens abrindo a janela anônima. Isso porque os mecanismos de busca do google registram que você está pesquisando por passagens para um determinado destino, e o risco é grande do preço ao longo dos dias aumentar. Fora que procurando em uma janela aberta, em poucos minutos suas redes sociais, seu computador do trabalho, tablet, e tudo quanto é gadjet em que você tenha uma conta logada vai estar exibindo anúncios daquele local, acho isso um saco!

O site que mais uso para buscar e comparar preços de passagens é o Google Flights, acho ele ótimo porque posso ver o valor em diferentes datas, meses, e de várias cias aéreas. Mas nunca busco só nele, uso também o Melhores Destinos, SkySkanner, 123 milhas e claro, faço uma busca individual no site de cada cia aérea. Dá trabalho, mas essa é a chave para conseguir bilhetes mais em conta. Busque também em diferentes dias e horários (dizem as más línguas que o melhor dia para comprar é terça à tarde), e tente fazer a compra com até 2 meses de antecedência (a partir daí, o valor costuma aumentar).

2 – ACOMODAÇÃO E DESCONTOS

A maioria dos sites de acomodação, como o Booking e Airbnb possui programas de fidelidade, e dão descontos bacanas para quem reserva sempre com eles. No Booking por exemplo, ao virar um cliente frequente você ganha descontos de 10%, 15% ou mais, e isso em uma viagem de vários dias faz MUITA diferença no seu bolso. Seja fiel aos sites de hospedagem que você consegue economizar uma boa grana! 

Ah, sempre leio todos os comentários antes de reservar qualquer acomodação – #soudessas – e dou uma conferida no TripAdvisor também!

3 – GOOGLE MAPS – O MELHOR AMIGO

O Google Maps é meu BFF em viagens! Na hora de escolher onde ficar principalmente! Sempre dou um giro com aquele bonequinho amarelo nos entornos do local em que pretendo me hospedar, para ver como é e o que tem em volta. Quando fui fazer meu curso de francês em Paris, estava quase fechando uma acomodação super simpática e aconchegante, com preço bacana. Fui dar um “volta” pela rua com o maps, e vi que era do lado de um viaduto bem feio e esquisito, Todo dia teria que passar por ali para pegar o metrô. Me imaginei voltando tarde, à noite e andando por aquele lugar. Desisti de ficar lá, apesar de Paris ser super segura, eu ia passar um mês na cidade sozinha, e não queria ter que ficar tensa com meu trajeto todos os dias, fora que não teria uma vista fofa da minha janela!

Depois de reservada a acomodação, gosto de explorar pelo maps para ver se tem lojas, farmácias e supermercados em volta, assim já chego situada, e não perco tempo na viagem procurando uma cafeteria ou mercado. Também gosto de dar essa volta em torno dos pontos turístico que pretendo visitar. Tem gente que não curte e acha que perde um pouco a graça da viagem e de explorar o lugar, eu acho que otimiza muito o meu tempo. Eu adoro andar sem rumo e descobrir coisas novas, mas gosto de sair de casa sabendo do básico que existe nos lugares que vou conhecer!

4 – FALE O BÁSICO

Tirando o Inglês, que hoje em dia é praticamente obrigatório, acho importante estudar o bê-a-bá da língua do país para onde você vai. Mesmo o inglês sendo língua universal, é legal saber algumas frases, palavras e números, pelo menos para ler uma placa na rua, decifrar um cardápio ou fazer ideia do que tem em uma embalagem de mercado de um produto que você achou simpático. Ano passado em Munique, entrei em um café ao lado da principal igreja da cidade, ponto mega turístico e… a atendente não falava nem entendia uma palavra de inglês! Consegui me virar porque tinha estudado algumas palavrinhas em alemão antes. Claro que não é obrigatório (nada nesta lista é), mas vai te ajudar a sair de alguns sufocos! Hoje em dia tem muitos apps de línguas (como o busuu, Duolingo…) e ótimos canais no youtube (para quem quer arriscar no francês, indico o Os franceses tomam banho!).

5 – QUEM CONVERTE ANTES, SE DIVERTE MAIS!

Sabe a máxima do “Quem converte, não se diverte.”? Então, acho que ela só vale durante a viagem, porque antes de viajar, para te ajudar a economizar dinheiro e conseguir tirar do papel a sua próxima viagem, experimente converter aqueles seus gastos extras e desnecessários em dólares e euros. Sabe aquele lanche de 20 Reais que nem vai fazer muita diferença no seu orçamento? São 5 Euros que você deixa de levar, e que pode virar uma bela comprinha de farmácia, algumas passagens de metrô, ou até um crêpe de nutella nas calçadas de Paris. O vestido que você não sabe se compra é uma passagem de trem entre Paris e Londres… Sério, converter antes ajuda muito a controlar os gastos! 

>>>

É isso pessoal! Acho que no fim, a dica mais importante é pesquisar MUITO! A gente gasta tempo, mas pra mim é como se a viagem já tivesse começado! Me divirto procurando por passeios, restaurantes, passagens, assistindo vídeos…

Me conta aqui nos comentários qual sua dica de expert para planejar uma viagem!

Beijos e boa semana! ♥

Conexão de 8h em Paris!

Conexão de 8h em Paris! Sair do aeroporto e passear pela cidade

Olá pessoal! Ano passado fiz uma viagem para Munique (tem post aqui), e no vôo de ida, eu tinha uma conexão de 8h no aeroporto Charles de Gaulle, em Paris. Depois de muito pensar e avaliar a logística, decidi que não passaria este tempo “chocando” no aeroporto, e iria aproveitar para dar uma volta pela cidade!

Pesquisei em alguns blogs (o Conexão Paris é meu favorito) e vi que meu tempo era suficiente para me deslocar até o centro da cidade, dar uma volta a pé e comer um almoço rápido. Já estive outras vezes por lá, e como esta seria uma passagem relâmpago, queria andar, ficar ao ar livre e ver os pontos principais para me sentir realmente em Paris.

Meu vôo chegou em Paris às 8h e minha conexão para Munique era às 16h. Na hora do desembarque aconteceu meu primeiro imprevisto: encontraram uma mochila largada em um corredor, rolou aquele alvoroço por ameaça de bomba e demoramos mais de 1h para conseguir chegar na imigração. Conclusão: fui sair do aero umas 10:30h, e por pouco não desisti do meu passeio (como eu conheço a cidade, o metrô e o caminho que ia fazer, arrisquei pois não perderia tempo perguntando, mas se for sua primeira vez não recomendo se aventurar com o tempo tão contado).

Conexão de 8h em Paris! Sair do aeroporto e passear pela cidade

{morta da viagem, mas feliz por estar tomando um solzinho no Louvre}

Saindo do Charles de Gaulle peguei o RER-B rumo ao Louvre (desci na estação de metrô Musée du Louvre) – é tudo muito bem sinalizado, difícil se perder. Chegando lá – o percurso demorou cerca de 1h – dei uma volta pelo exterior do museu, vi as pirâmides, sentei para ver o vai e vem de turistas, tirei algumas fotos e segui em frente, rumo ao Jardin de TuilleriesContinue reading “Conexão de 8h em Paris!”

Um fds em Rio Quente

Olá pessoal! Em Outubro do ano passado fui passar um fim de semana com minha família em Rio Quente – Goiás. Apesar da viagem já ter rolado há alguns meses, achei que valia à pena compartilhar aqui com vocês algumas dicas e como fiz para ir pra lá. Espero que gostem!

Um fds em Rio Quente

Junto com Caldas Novas, a cidade forma a maior fonte hidrotermal do mundo. Sim, por lá passa um Rio de águas quentinhas, e em volta dele foram construídos diversos hotéis e um parque de águas, o Hot Park. O lugar é repleto de bares, restaurantes, e tem muitas opções de ecoturismo, a gente passa uma boa parte do dia de molho na água – que tem temperatura de cerca de 34°C – conversando, tomando um drink e petiscando, tem coisa melhor?

Um fds em Rio Quente

Um fds em Rio Quente

Nós chegamos na sexta à noite e fomos embora no domingo na hora do almoço. Ficamos em um hotel fora do complexo de Resorts do Rio Quente (o Veredas, que é bem mais em conta e fica a uns 600m do parque). Na sexta ficamos na piscina do hotel, no sábado fomos para o Hot Park e para o Rio Quente no fim da tarde, e no domingo era hora de voltar – infelizmente!

Foi bem corrido mas valeu muito à pena. Deu pra ir em praticamente todos os brinquedos do Hot Park, e ficar umas boas horas de molho no Rio! 

Um fds em Rio Quente

Um fds em Rio Quente

Um fds em Rio Quente

Para chegar lá nós fomos até Uberlândia de avião, e depois seguimos viagem de carro. São cerca de 2h30min de viagem, a estrada é tranquila e rapidinho você chega lá. Também existe um aeroporto em Caldas Novas, mas com bem menos opções de vôos.

Algumas dicas para quem está de viagem marcada ou pensando em ir a Rio Quente são: não esqueça de levar colírio, hidratante e balm labial, o ar lá é MUITO seco, e a gente fica todo ressacado; beba muita água, tenha sempre uma garrafinha com você;  e leve repelente, no fim da tarde a mosquitada ataca!

Um fds em Rio Quente

Um fds em Rio Quente

Vá preparado pois lá nada é barato. O ingresso de um dia para o Hot Park + Rio Quente custou R$340 por pessoa (com uma refeição incluída). Lá dentro na entrada você recebe um cartão de consumação, e carrega com uma quantidade de dinheiro X que você pretende gastar dentro do parque. Minha dica é: carregue com uma quantia sobrando, se o dinheiro acabar você tem que ir no guarda volumes pegar sua carteira e ir até o início do parque para colocar mais dinheiro no seu cartão, dá o maior trabalho. Se sobrar algum valor você pode pegar o reembolso no final!

Um fds em Rio Quente

>>>

Me contem aqui nos comentários se vocês já foram a Rio Quente / Caldas Novas! Se tiverem alguma dica de lá deixa aqui nos comentários!

Beijocas e boa semana! 

6 lojas para visitar na Europa

Olá pessoal! Hoje resolvi fazer uma seleção de 6 lojas que amo visitar em viagens! Elas estão presentes nas principais cidades da Europa (e em algumas dos Estados Unidos também) e sempre rendem achadinhos interessantes e boas compras! Espero que gostem!

6 lojas para visitar na Europa &other stories

& Other Stories ~ essa loja faz parte do grupo H&M,e tem uma seleção mais requintada de roupas, digamos assim. O corte, os tecidos e acabamentos são mais nobres. Tem desde peças clássicas a com pegada mais fashion, uma parte de roupas de festa bem bacana, acessórios como bolsas, óculos, bijoux e sapatos, e uma linha de beleza mara, com maquiagem, hidratantes, shampoos, óleo corporal (amo o de figo e já mostrei aqui!). Os preços não são dos mais baratos, mas vale muito à pena dar uma passada por lá! 

6 lojas para visitar na Europa flying tiger

Flying Tiger ~ melhor loja para comprar cacarecos fofos! Decoração, itens de cozinha, linha pet, papelaria… tem muita coisa fofa, com design diferente, e o melhor, os preços são super amigos! Poucos itens custam acima de €5!

6 lojas para visitar na Europa lush

Lush ~ a marca de beleza está presente no Brasil, com lojas em SP e online. Mas quem não mora na cidade, e quer ver tudo de pertinho, sentir o cheiro e testar os produtos ao vivo, tem que passar por uma Lush. Fora que eles sempre lançam linhas especiais que nem sempre vem para o Brasil. Eu amo e sempre que tenho oportunidade entro em uma! 

6 lojas para visitar na Europa h&m home

H&M Home ~ a loja da H&M de decoração e design é uma perdição! Até onde eu sei só tem na Europa (essa da foto é em Londres) e tem muitos itens neutros, geométricos e com pegada mais minimalista para enfeitar a casa.

6 lojas para visitar na Europa urban outfitters

Urban Outfitters ~ com uma pegada hipster descolada, a UO tem roupas, livros, decor, marcas de beleza diferentes, alguns eletrônicos. Eu adoro essa loja, mas acabo comprando pouco nela pois os preços não são muito amigos.

6 lojas para visitar na Europa pylones

Pylones ~ a maison d´objets mais lindinha de Paris é meu xodó no quesito objetos divertidos e diferentes. Lá é tudo colorido, estampado e fofo, e tem desde papelaria a decor. Pra dar um charme a mais para qualquer casa. (eles vendem online aqui no Brasil).

>>>

Qual loja vocês amam visitar em viagens e sempre recomendam para os amigos? Conhecem/curtem alguma dessas? Me contem aqui nos comentários!

Beijos! 

Munique ~ um passeio pelo castelo Nymphenburg

Munique - passeio pelo castelo Nymphenburg

Munique foi o destino escolhido para a minha última viagem de férias, e finalmente o primeiro post sobre ela está saindo aqui no blog! Uhu!

Eu passei 10 dias na cidade, e um dos primeiros passeios que fiz foi visitar o Schloss Nymphemburg, um Palácio construído no século XVII, que foi residência de verão dos Reis da Bavária.

Munique - passeio pelo castelo Nymphenburg

Munique - passeio pelo castelo Nymphenburg

Munique - passeio pelo castelo Nymphenburg

O Castelo tem estilo Barroco, é gigante, cheio de salas, quartos e espaços ricamente decorados. Em torno dele há um jardim, com lagos cheios de patinhos e cisnes, além de alamedas para a gente fazer uma caminhada bem gostosa!

Munique - passeio pelo castelo Nymphenburg

Ao entrar no Nymphenburg, a gente já dá de cara com a Steinerner Saal, uma sala linda, com um pé direito super alto, um afresco enorme no teto, lustres de cristal e detalhes em ouro. Com certeza esse foi meu ambiente favorito do lugar! Me digam se não dá vontade de passar pelo menos uma noite nesse lugar maravilhoso?

Munique - passeio pelo castelo Nymphenburg

Munique - passeio pelo castelo Nymphenburg

Munique - passeio pelo castelo Nymphenburg

Munique - passeio pelo castelo Nymphenburg

Munique - passeio pelo castelo Nymphenburg

Ao longo da visita, vamos conhecendo quartos, salas de reuniões e estudos, onde a família Real da Bavária passava suas “férias”. Infelizmente alguns espaços estavam em obras, e não foi possível conhecer todo o castelo! 

Munique - passeio pelo castelo Nymphenburg

Munique - passeio pelo castelo Nymphenburg

>>>

Eu AMO fazer esse tipo de passeio, e imaginar como era tudo antigamente, as histórias que aconteceram naquele lugar… Ver os detalhes decorativos, a riqueza absurda dessas famílias, e como muita coisa mudou hoje em dia. Fiquei encantada com o lugar, que é fofo, fica num bairro residencial e super agradável da cidade – e pensem que essa é apenas uma residência de Verão, imagina o Castelo oficial? (em breve teremos o post sobre ele aqui, que é um dos palácios mais incríveis e ricos que já visitei).

<<<

Eu paguei €6 no meu ingresso, e você pode ver mais detalhes desse passeio aqui no site oficial do Nymphenburg (em inglês). 

Espero que tenham gostado do post e das fotos. Se forem a Munique, não deixem de dar uma passada por lá!

Beijos!